Rick da Cunha, professor de Língua Portuguesa e Literatura, escritor, elaborador do perfil literário no Instagram @Poucas Linhas, publisher da Editora Outra Margem.

 

Aliel Casalli nasceu em 9 de novembro de 2004 na cidade de Nova Friburgo, região serrana do estado do Rio de Janeiro.
O seu nascimento foi muito aguardado e rodeado de muito amor e carinho. Desde muito cedo Aliel já se mostrava diferente das outras crianças, tímida, mas sempre com argumentações fortes para conversar com quem quer que fosse.
O mundo da leitura a fascinou e foi só uma questão de tempo para serem traçadas as primeiras linhas. Com 11 anos, já se mostrava madura e começou a escrever seus primeiros poemas. Vieram homenagens com suas poesias, redatora do jornal da escola, representante de turma e todas as atividades escolares sugeridas estava presente. Assim, tornou-se uma adolescente peculiar.
E, com apenas 14 anos, eis que surge o seu primeiro livro.

Fabiana Corrêa, nasceu em Bom Jardim e mora em Cordeiro, na serra fluminense. Bióloga por formação, professora por ofício e escritora pelo chamado do coração, sempre transitou entre movimentos culturais e ambientais, colhendo ideias que tecem suas histórias. Publicou livro de contos e livros para infância e juventude, além da participação em antologias e jornais. Leitora de Euclydes da Cunha, retoma agora ao tema de seu primeiro livro publicado, com um mergulho mais íntimo na história de vida do escritor, apresentando-o para os jovens leitores. Assim a autora segue entre as letras, pois, segundo ela mesma, quem conta um conto, aumenta o encanto.

 

José Huguenin nasceu em Cantagalo (RJ) em 1978 e cresceu em Santa Rita da Floresta, segundo distrito de sua cidade natal. É doutor em Física e professor universitário no Instituto de Ciências Exatas da UFF em Volta Redonda (RJ), onde mora. Euclidianista de nascença, foi laureado em vários prêmios literários. Publicou livros de poesias (“Vintém e Experimentos poéticos”), crônicas (“De manga a jiló provei…”), contos (“A parede & outros contos”), divulgação científica (“Estranhezas e mitos da Mecânica Quântica”) e um romance (“O vaqueiro e o jornalista”). Também é membro da Academia Volta-redondense de Letras.

Antonio Francisco da Silva é cordelista, pernambucano da região do Pajeú, berço da poesia. Nasceu no dia 03 de dezembro de 1949, na Vila Jabitacá, Cidade de Iguaracy-PE.
Filho de família de vaqueiros, seguiu a mesma profissão até mudar para a cidade.
Casado com Josefa Maria de Sousa Silva, “Dona Zefinha”, com a qual teve três filhas, Liége, Lucy e Leila, três netos, Jéssica, Stephanie e Yuric, e dois bisnetos, Gustavo e Sophia.
Seu percurso no cordel começou em 1994, sob a influência de muitos poetas nordestinos que o inspiraram a iniciar seu percurso literário. Começou a escrever no papel aquilo que já trazia em seu coração.
Seu primeiro poema escrito foi “Um Passo à Frente”, que fala sobre os Alcoólicos Anônimos – AA.

Dirceu Vila Nova nasceu e foi criado em Euclidelândia, 3º Distrito do Município de Cantagalo (RJ). Formou-se no Magistério e atualmente é concursado como Assistente Social. Além disso, atua como Terapeuta Holístico e realiza palestras no campo educacional e social.
Desde menino, sonhava em compartilhar suas histórias. Contudo, com sua formação acadêmica, manteve o sonho guardado até o ano de 2018, no qual lançou o seu primeiro livro de crônicas, “Minha Vida, Sua Vida, Nossa Vida”, no qual, a cada capítulo é relatada uma história de diferente personagem.